A importância da Terraplanagem no seu projeto.

Terraplanagem ou terraplenagem os dois temas estão corretos, é um serviço que tem o objetivo
de aterrar, aterrissar ou escavar o terreno original de acordo com as medidas exigidas no projeto. Dica antes de comprar um terreno solicite
um engenheiro ou arquiteto que avaliem a área será adquirida
ele poderá ajuda-lo a escolher um com qual a topografia natural
esteja de acordo com as suas ideias para a futura obra economizando assim com as despesas de terraplanagem.
Este serviço é essencial para garantir a continuidade e o sucesso posterior do seu projeto.
A ETS Marques já tem mais de 20 anos de perícia com serviços de terraplanagem com incontáveis obras realizadas com sucesso.

Tipo de processos de Terraplanagem

1 – Escavação
Nesse processo à terra é escavada e rebaixada a topografia natural do terreno, deixando-o adequado ao projeto de construção.

1.1 – Escavação com remoção de terra
Aqui, à terra é escavada e levada em caminhões basculantes que a levarão para aterros ou bota-foras.

1.2 – Escavação sem remoção de terra

Também conhecido como “corte e compensação”, esse processo da terraplanagem escava à terra que está acima das cotas do projeto e a utiliza em áreas onde o nível do terreno está abaixo dessas cotas.

2 – Aterro ou Aterrisar
Aterro nada mais é do que deixar o terreno ao nível, utilizando principalmente a terra vermelha, ela tem um melhor rendimento na compactação do aterro.


2.1 – Aterro com importação de terra
Quando não existe material suficiente para o projeto de aterro no terreno, é feita a importação de terra de outro local.

3 – Compactação de solo
A compactação do solo é a técnica responsável por reduzir o volume do solo durante um trabalho de terraplenagem. Pode ser executado de forma manual ou mecânica, sendo capaz de melhor as suas características de resistência, deformabilidade e permeabilidade do terreno. Essa técnica aumenta o contato entre os grãos, reduzindo o volume de vazios. A escolha do equipamento que irá ser utilizado no campo depende principalmente do tipo de material que se deseja compactar.

4 – Troca de solo
Quando a consistência do solo não garante o suporte para a construção, é realizada a troca do solo. Para chegar a essa conclusão, é feito um estudo de solo. Após a escavação e remoção do solo, o aterro com compactação é feito para adequar o terreno ao projeto.

5 – Drenagem de solo
Quando existe excesso de umidade no solo, a drenagem é feita com a criação de canais, em locais estratégicos, para escoar a água do terreno. Se a umidade é por causa de alguma nascente no terreno, deve ser respeitado um raio de 50 m para criar um canal que desvie a água para longe da construção. Se a fundação é profunda, essa etapa é ainda mais importante.

6 – Prevenção de erosão
Para prevenir o aparecimento de erosão, a técnica mais utilizada é a criação de curvas de nível, que captam a água que escorre pela terra e não deixam que ela crie velocidade e decomponha o solo, abrindo valas. A quantidade de curvas de nível no terreno dependerá de sua extensão e grau de inclinação.

Atente-se a todos os processos informados acima, a terraplanagem sempre será o primeiro passo para a construção e garantia de uma base solida para o seu projeto.

Gostaria de solicitar um orçamento?

Solicite agora mesmo o seu orçamento